Post

Como se preparar para a educação inclusiva na sua escola?

Como se preparar para a educação inclusiva na sua escola?

Possibilitar que pessoas com necessidades especiais tenham acesso ao conhecimento é uma das principais responsabilidades dos colégios atualmente. Nesse cenário, a educação inclusiva tem um papel fundamental. Consiste na adoção de mecanismos pedagógicos e na criação de infraestrutura necessária para crianças e adolescentes com limitações de ordem física ou mental exercerem a cidadania.

Hoje, as escolas devem ser um espaço para os alunos não apenas terem a oportunidade de adquirir conhecimento acadêmico, mas também entenderem que as diferenças fazem parte do convívio social.

Neste post, destacamos a importância da educação inclusiva e os motivos de os professores buscarem uma qualificação profissional para atender estudantes com necessidades especiais. Confira!

Entenda por que a educação inclusiva é relevante para a sociedade

A Constituição Federal de 1988 já estabelece que a educação é um direito de todos. Sem dúvida, isso faz com que as pessoas com deficiência mereçam uma atenção que respeite suas características nas instituições de ensino.

Plano Nacional de Educação (PNE 2011-2020) é uma iniciativa que apresenta metas e propostas destinadas à educação especial. Isso é muito importante para que os estudantes com limitações de ordem motora ou psicológica possam ter um tratamento adequado em todos os segmentos do ensino, desde a educação infantil até o nível superior.

De acordo com o PNE, o público-alvo da educação inclusiva são pessoas que apresentam uma ou mais das seguintes características:

  • deficiência (auditiva, física, intelectual, visual e múltipla);

  • transtorno global do desenvolvimento (TGD);

  • altas habilidades.

Caso o estudante tenha uma necessidade específica, pode solicitar recursos direcionados para as necessidades educacionais especiais (NEE). Dessa forma, receberá o apoio para o aprendizado de linguagens e códigos específicos de comunicação (Libras, Braille etc.).

Além disso, pode ter um acompanhamento individualizado para desenvolver a capacidade cognitiva e a adaptação às normas da instituição de ensino. Esse último item abrange os que possuem TGD.

No caso dos estudantes de altas habilidades, deve ser elaborada uma proposta para ampliar os recursos educacionais para tornar a sala de aula mais atrativa. As instituições de ensino também necessitam fazer adaptações nos materiais e no ambiente físico para receberem os alunos com deficiência física.

Projeto inclusivo

Em uma sociedade que se caracteriza pelas diferenças entre os indivíduos, é essencial que as escolas apresentem um projeto inclusivo. Não basta apenas matricular o aluno com uma necessidade especial e recebê-lo. É indispensável que haja uma infraestrutura adequada para ele ficar à vontade no ambiente de ensino.

Também deve fazer parte do projeto inclusivo a socialização com os outros estudantes. Eles devem compreender que as diferenças fazem parte da sociedade. Ao passo que os alunos entendem a importância de ajudar os colegas com alguma deficiência, ficam mais aptos para o convívio social.

Essa medida também é muito importante para os estudantes com necessidades especiais se adaptarem ao colégio e perceberem que estão incluídos no ambiente. Com certeza, isso impacta positivamente na presença em sala de aula e no aprendizado.

Priorize a qualificação profissional

Inegavelmente, um professor deve buscar capacitações para conviver melhor com alunos com necessidades especiais. O papel do docente é fundamental para que os estudantes possam ter um aprendizado de alto nível.

O professor deve fazer com que os demais estudantes entendam o papel deles na adaptação do aluno com deficiência na instituição de ensino. Hoje, há diversos cursos de pós-graduação a distância destinados a capacitar docentes para atuar no ensino inclusivo com mais qualidade.

Com certeza, os professores devem buscar a capacitação contínua e o diálogo com alunos, pais, diretores de escola e colegas de profissão para propiciarem uma educação inclusiva de alto nível aos estudantes com necessidades especiais.

Se você quer mais informações sobre essa modalidade de educação, leia, agora mesmo, este post sobre 3 livros que todo educador deveria ler. Afinal, estar bem informado é o melhor caminho para a melhoria contínua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *