Blog da Pós

Saiba quais são as principais metodologias de ensino atuais no Brasil

Saiba quais são as principais metodologias de ensino atuais no Brasil

O Brasil é um país que tem se desenvolvido cada vez mais, e isso se espelha na diversidade de metodologias de ensino que vemos pelas escolas em todo o território nacional — o que dá aos pais ótimas opções de escolha e mais liberdade de saber que estarão matriculando seu filho em uma instituição que possui o pensamento em concordância com os deles.

Para nós, educadores, é muito importante conhecer cada uma dessas metodologias de ensino e saber diferenciá-las. Por isso, trouxemos este post com as 5 principais metodologias praticadas hoje no Brasil. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

1. Metodologia de ensino tradicional

Esse tipo de ensino surgiu na Europa, no século XVIII, e é a metodologia que segue uma padronização de aulas e avaliações.

Focado no conteúdo, o professor é o grande protagonista. Com isso, é um método voltado para competitividade e funciona bem para alunos de vestibular.

É um ensino baseado em apostilas e materiais prontos e se baseia em avaliações iguais para todos os alunos. Quem não atinge a nota mínima não evolui para a próxima etapa.

Existem escolas que adotam essa metodologia em todas as séries, e alguns pais enxergam esse tipo de ensino como uma promessa segura de sucesso. Mas muitos pais e educadores já não se identificam com esse tipo de educação, e por isso vemos tantas metodologia alternativas ganhando espaço ao longo dos anos.

2. Metodologia Construtivista

Na escola Construtivista o foco é o desenvolvimento da criança como pessoa, não apenas como aluno. É a metodologia alternativa mais difundida no Brasil.

Fruto do trabalho de Jean Piaget, psicólogo suíço, o método é focado na criança. A ideia é construir o conhecimento, não apenas incutir conteúdo nas mentes que estão em formação.

O Construtivismo enxerga que a criança aprende por assimilação, e usa sempre a sua realidade para gerar conexões que a façam assimilar o que é novo. Nessa metodologia não há um currículo fechado e muitas atividades são propostas ao longo do ensino.

Aqui o aluno é protagonista do aprendizado e o professor é o facilitador ao conhecimento.

3. Metodologia Montessoriana

Maria Montessori é uma médica e pedagoga italiana que viveu entre 1870 e 1952. Ela foi a primeira a trazer um lado afetivo para o ensino.

Por isso, no método Montessoriano há uma grande preocupação do ambiente no ensino e de criar uma senso de responsabilidade no aluno.

Ela acreditava que o processo de aprendizado se dá com mais facilidade com a criança manipulando objetos, então todas as salas de aula de uma escola Montessoriana têm os objetos na altura dos alunos. Isso ajuda a desenvolver a autonomia.

Também é um ensino altamente inclusivo, pois a pesquisa da médica para desenvolver essa metodologia foi realizada com crianças que tinham alguma necessidade especial, desde problemas de atenção até síndrome de Down.

É uma das metodologias mais inclusivas e adotada por pais que priorizam o desenvolvimento do filho de forma autônoma e ampla.

4. Metodologia Waldorf

Criada pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner, a metodologia recebeu esse nome pois os primeiros alunos de Rudolf eram funcionários da fábrica Waldorf Astoria.

É um método que acredita que ensino e atividades corporais e artesanais devem andar juntos para gerar melhor aprendizado. A metodologia divide os alunos em faixa etária e não em séries, como na escola tradicional.

É mais um tipo de escola que foca no aluno, com a diferença de trazer grande responsabilidade da vida social e familiar no aprendizado. Ou seja, é o tipo de escola em que os pais têm mais participação no processo.

5. Metodologia How-to-Live

Criada por um mestre de ioga indiano, essa seja talvez a metodologia menos conhecida, mas já existe uma escola em São Paulo que a aplica.

O foco é o aluno, mas com o viés de desenvolver não só o conhecimento prático, mas o lado espiritual, emocional, mental e físico.

É um bom método para desenvolver o coeficiente emocional da criança, que crescerá mais preparada para lidar com o mundo.

Como você pode ver, existem diversas metodologias de ensino, e essas são só algumas delas. Se quiser saber mais sobre ensino, assine a nossa newsletter e receba conteúdos como este diretamente no seu e-mail!