Blog da Pós

Como estimular a criatividade na sala de aula?

Como estimular a criatividade na sala de aula?

Estimular a criatividade na sala de aula é uma preocupação cada vez mais crescente entre os educadores. Afinal, o mundo exige pessoas mais criativas não só no mercado de trabalho, mas também no cotidiano.

Pessoas criativas conseguem se desenvolver melhor em todos os campos da vida, pois desenvolvem melhor o próprio coeficiente emocional.

Por isso, a criatividade deve ser encarada como uma habilidade, e toda habilidade pode ser desenvolvida! Para lhe ajudar nessa missão, montamos este post especial com 5 dicas práticas para estimular a criatividade na sala de aula. Confira!

1. Mude a dinâmica em sala de aula pelo menos uma vez por mês

Nem sempre os colégios permitem que os professores alterem planos de aula ou tragam materiais que não estão na grade curricular, mas isso não precisar ser um impeditivo.

Busque maneiras de tirar os alunos da rotina pelo menos uma vez por mês. Uma possibilidade é dispor as cadeiras em círculo e fazer uma leitura com a participação de todos.

Outra possibilidade é pedir que cada aluno prepare uma pequena aula sobre algo que goste e apresentar o assunto para a turma.

2. Busque problemas no universo dos alunos

A criatividade não é uma habilidade importante só para quem vai trabalhar em carreiras ligadas à criação, ela é muito importante para nos ajudar a resolver problemas cotidianos e inovar nas nossas vidas.

Busque no universo de interesses dos alunos estímulos para trabalhar a resolução de problemas de forma criativa.

Sua turma gosta de Harry Potter? Crie uma aula em que eles deverão pensar em como a história poderia ter sido resolvida de forma diferente.

Talvez seus alunos gostem de jogar Minecraft. Se for assim, incentive um debate para discutir soluções para criar melhores mundos. É hora de você usar a sua criatividade!

O ideal é sempre buscar problemas a serem resolvidos ou situações a serem repensadas.

3. Estimule a expressão artística

Nem todo aluno terá habilidade para desenho ou música, e isso não quer dizer que não devemos estimular a expressão artística na turma.

Peça para que cada aluno crie um diário de desenhos e separe alguns minutos finais de cada aula para que possam colocar no papel a visão deles sobre aquele dia. Não defina tema: eles podem fazer desenhos sobre a matéria, sobre algo que chamou atenção na sala etc.

No final de um período (pode ser a cada mês) monte uma exposição com os desenhos favoritos de cada um e peça para que os alunos interpretem os desenhos, tentando adivinhar sobre o que se trata.

4. Faça sempre perguntas

Passar a informação em sala de aula é importante, mas fazer perguntas é bem mais estimulante. Isso leva o aluno a pensar sobre a questão e, junto com o professor e com os colegas, desenvolver a lógica por trás da questão.

Fuja das perguntas que exigem respostas prontas, como “Quem descobriu o Brasil?” e siga por perguntas que tracem um caminho. No final da estrada estará o conhecimento sobre determinado assunto!

O importante é orientar os alunos na compreensão de um novo tema, estimulando que eles realizem a maior parte do raciocínio. Esse tipo de estímulo em sala de aula nos leva à última (e talvez mais importante) dica!

5. Permita os erros

É mais fácil perceber erros quando você faz o tipo de abordagem como a sugerida acima. Ninguém nasce sabendo, e os alunos estão em fase de aprendizado. Logo, erros serão cometidos.

Mas eles jamais devem ser punidos, e sim usados como forma de aprendizado. Se um aluno cometeu um erro, aproveite para separar o conceito maior que está sendo transmitido em partes menores, ampliando a compreensão por meio de mais perguntas.

Assim, ao final do processo o aluno sairá satisfeito de ter entendido o conceito em vez de sair frustrado por ter cometido um erro. Pense nisso para todo o processo de aula: mais incentivo a errar e aprender com os erros e menos punições!

Se você gostou das nossas dicas de como estimular a criatividade na sala de aula e acha que seu amigos e colegas também podem se interessar pelo assunto, aproveite para compartilhar o post nas redes sociais!